terça-feira, 23 de agosto de 2011

Abertura: as diferenças no resultado da foto

Olá, amigo internauta. 

No primeiro post dessa série dos conceitos básicos de fotografia, eu disse que, se eu fizesse uma foto com oito lâmpadas acesas e ISO 100, teria o mesmo efeito que 1 lâmpada acesa e ISO 800. E eu não estava mentindo. Em termos de luz, é isso mesmo. Se você diminui algo de um lado e compensa no "mesmo tamanho" do outro, a luz fica igual. Isso também vale para abertura e velocidade de obturador. 

Assim, com apenas esse conceito em mente, quando eu saía para fotografar era normal deixar todos os parâmetros sempre iguais, e variar somente a velocidade do obturador. Foi aí que eu comecei a apanhar... e quero que você não passe por isso!

Cada um desses 3 ajustes básicos não servem SÓ para limitar a quantidade de luz captada. Cada um tem também algum efeito real na fotografia além da luz, e é isso que vamos ver na prática nesse post. Especificamente, trataremos do que pode ser alterado com a simples alteração da ABERTURA.



Primeiro, quero que você analise essa foto. Caso queira, clique nela para ampliar, depois volte a ler:

Abertura: f/3.5
Fiz questão de fazer a foto em P&B para que se atente apenas no efeito que quero mostrar, sem se distrair com cores, luz, ou qualquer outra interferência. 

Na foto acima, o foco está exatamente na ponta da seta. Veja que, tudo que está mais perto ou mais longe da câmera que o teto da miniatura (a ponta da seta) está fora de foco. O pára-choque do carrinho, o pneu... e todo o resto que está no fundo. Quanto mais longe do ponto de foco, (quanto mais pra frente ou pra trás daquele ponto), mais desfocado está. 

Agora, vamos à próxima imagem:

Abertura f/8
Fechei o diafragma cerca de dois pontos e refiz o click. Percebeu que o carrinho do primeiro plano já está todo em foco? pára-choque, pneus, tudo em foco. Já dá até para perceber que o segundo objeto é outro carrinho, mas ele ainda não tem foco.

A última:

Abertura f/16
Fechei mais dois pontos (se você não sabe o que é fechar um ponto, veja isso) e o foco está praticamente em toda a cena. Os três objetos já podem ser identificados.

Conclusão: Quanto mais aberto o diafragma, mais pontual é o foco. Quanto mais fechado o diafragma, mais amplo é o foco.

Isso tem nome: Profundidade de campo. Uma abordagem um pouco mais técnica sobre esse conceito pode ser vista na Wikipédia.

Espero ter sido claro e didático, mas se tem dúvida, comenta aí embaixo que tentaremos solucionar!

Caso tenha se perdido na sequencia dos tópicos, aí está:

  1. Básico do básico
  2. O ponto
  3. Abertura (esse post)


Click!




Ditulis Oleh : Adalberto Althoff Jr. // 11:39
Kategori:

3 comentários:

  1. Oi! Estou começando a fotografar e gostei das dicas!

    Continue assim! gde abrasso!

    ResponderExcluir
  2. Maria Paula Ferreira31 de agosto de 2011 11:26

    Caramba, então é por isso que minhas fotos de close de rosto sempre saem com o nariz focado e o resto meio borradinho....

    Valeu, isso me ajudou muito!!!

    ResponderExcluir
  3. É, Pedro. É um mundo fantástico e apaixonante esse da fotografia. Exige estudo e treino, mas a cada clique, uma emoção!

    Maria Paula, fico feliz em ter ajudado!!!

    ResponderExcluir

 
Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.